Dicas para poupar nos transportes

Hoje em dia, para muitas famílias, uma parte importante do orçamento mensal é dedicado aos transportes. E se os transportes, sejam eles privados ou públicos, são essenciais no dia-a-dia, não podendo evitar essa despesa, há várias formas de reduzir o dinheiro que gasta. Descubra de seguida várias dicas para poupar nos transportes.

4 Dicas para poupar nos transportes

– Utilize alternativas ao carro

A melhor forma de perceber que deixar o carro em casa muitas vezes é uma excelente opção, relativamente a outras, é fazendo contas. Por exemplo, um habitante do Montijo que trabalhe em Lisboa, na Praça dos Restauradores, gasta em média, ida e volta, contabilizando combustível e portagens da ponte Vasco da Gama, 10€. No final de um mês, em que se desloque diariamente de segunda a sexta-feira, a despesa será cerca de 220€. Se a este valor juntarmos estacionamento diário, o montante total pode chegar a 400€. Isto claro sem contar com as despesas de manutenção do veículo. Já se deixar o carro em casa e optar por transportes públicos, entre autocarro e carreira do rio Tejo, esse valor desce para cerca de 60€ por mês. Ou seja, mais de 300€ de poupança em cada mês, o que equivale a cerca de 3600€ por ano. Há ainda outras opções, como por exemplo a bicicleta, quando a distância até ao local do trabalho não é grande e o terreno não seja demasiado acidentado.

– Comparar o preço dos combustíveis

Hoje em dia é possível, num raio de apenas poucos quilómetros, encontrar preços bastante diferentes para o mesmo tipo de combustível. Por isso esteja atento e compare os preços antes de abastecer. Basta uma diferença de 0,03€ para poupar 1,20€ num depósito de 40 litros.

– Alugar

Há muitas vezes a ideia de que ter um carro próprio é muito mais vantajoso que alugar um carro. Aliás, esta última opção é vista como muitíssimo mais cara. Mas será mesmo assim? Vamos outra vez às contas. Se comprar um carro com um valor de 26 mil euros, com um seguro anual de 300€, com despesas de manutenção e pneus, irá gastar no mínimo em média 18€ por dia durante os cinco primeiros anos. Tendo em conta a desvalorização do carro, e contando que o vende passado esse tempo por cerca de 40% desse valor, o dinheiro gasto diariamente é aproximadamente 11€. Já se alugar um carro a longo prazo, com contratos de 2 a 4 anos, pode conseguir valores à volta dos 8 a 9€ por dia. No final de um ano, mesmo que a diferença seja de apenas 2€, estamos a falar de uma poupança de perto de 700€ anuais. E isto sem contabilizar despesas relacionadas com avarias de dimensão média ou superior.

– Viajar de avião

Viajar de avião está cada vez mais barato. Com o aparecimento das low cost, por vezes mesmo uma viagem Lisboa-Porto pode tornar-se muito mais económica se for de avião. É possível por exemplo, ir e voltar por menos de 25€, quando se fosse de carro, entre combustível e portagens, gastaria no mínimo 80€.