Dicas de poupança doméstica

Perante a quebra de rendimentos e o aumento de despesas que se tem verificado nos últimos anos em Portugal, algumas coisas que antes faziam parte do nosso dia-a-dia, passaram para segundo e terceiro plano. É o caso da idas ao cabeleireiro, à esteticista, ao ginásio, fugas ao fim-de-semana, etc. Contudo, uma boa gestão do nosso orçamento familiar pode fazer amealhar-nos algum dinheiro para que, de vez em quando, consigamos desfrutar de alguns destes miminhos. Para isso, basta seguir algumas das dicas que deixamos aqui:

1 – Gestão/Controlo dos gastos
É muito importante fazermos uma boa gestão do nosso dinheiro e, para isso, nada melhor que arranjar um bloquinho onde podemos anotar todos os gastos que vamos fazendo ao longo do mês, incluindo pequenos gastos como a compra de uma revista ou o consumo de café. Lembre-se que só assim pode ter consciência dos seus gastos e onde pode cortar para conseguir a amealhar algum dinheiro.

2 – Ida ao supermercado
Fazer uma lista com os produtos que precisamos é sempre uma óptima maneira de poupar e evitar comprar produtos que não fazem falta ao nosso bem-estar. Portanto, se tem por costume fazer compras semanais, verifique sempre os produtos que tem em casa, planeie as refeições para essa semana, veja o que tem de comprar e faça a sua lista. Desta forma, evitar comprar produtos desnecessários, além de ainda poupar tempo nas compras. Saiba mais sobre como poupar no supermercado aqui.

3 – Planeamento das refeições
Fazer um planeamento semanal das refeições pode ser muito útil, pois permite-nos ter uma melhor noção dos produtos que temos em casa, assim como de possíveis sobras e a melhor maneira de como podemos usá-las numa refeição. Assim, quando vamos às compras já sabemos do que precisamos e evitamos comprar coisas desnecessárias.

4 – Produtos de limpeza
Actualmente, existem produtos para tudo e mais alguma coisa, mas na verdade precisamos apenas de 3 ou 4 para limpar e manter a higienização da casa. Por exemplo, o detergente da louça pode ser usado para lavar o fogão, o forno, o balcão, o micro-ondas, o frigorífico, tirar nódoas de toalhas e panos; o detergente lava tudo por ser um desinfetante e desengordurante, é óptimo para limpar o chão, a casa de banho e a cozinha; o limpa-vidros e limpa móveis são perfeitos para limpar o pó da casa e deixá-la limpa e perfumada. Quando for ao supermercado, opte por comprar produtos de marca branca, ao invés de produtos de outras marcas bem mais caras. O efeito é praticamente o mesmo e sempre poupa algum dinheiro.
Nota: Em relação ao detergente de louça, não precisa de usar muito quando está a lavar. Bastam 2/3 gotas e acrescentar água quente. Se a esponja não absorver bem, então é porque precisa de ser trocada.

5 – Gestão da água
Evite o desperdício de água. Quando for tomar banho, lavar os dentes, as mãos, a louça ou a roupa, nunca deixe a água a correr. Devemos fechar a torneira sempre que estamos a ensaboar. Abra apenas a torneira quando precisa. Evite também tomar banhos longos ou de emersão, visto que estes envolvem grandes gastos de água. No caso da máquina de lavar roupa use a temperatura mínima (30ºC) se achar que a roupa não está muito suja e coloque-a a lavar durante os períodos de gasto de energia mais baixos, ou seja, durante as horas do período nocturno e fins-de-semana para quem tem a tarifa bi-horária da electricidade. Assim, vai evitar gastar água desnecessariamente, ajuda o ambiente, e a sua factura vai pesar menos ao final do mês. Saiba mais sobre como poupar na factura da água aqui.

6 – Alimentação
Tente fazer 4 a 5 refeições por dia e comece sempre as refeições principais com um prato de sopa. Além de ajudar a manter a linha, também é bom para a carteira, pois tem menos fome ao longo do dia e não precisa de comer tanto nas refeições principais. Evite também fazer refeições fora de casa. Além de poder fazer escolhas mais saudáveis, poupa imenso dinheiro. Ao almoço, pode optar por preparar uma marmita ao invés de ir comer à cantina, ao café ou ao restaurante mais próximo. Além de ser mais saudável e poupar dinheiro, tem aqui uma oportunidade de conviver mais com os seus colegas.

7 – Sobras
Inove na cozinha! Aproveite as sobras que tem em casa para fazer novos pratos. Pode usar restos de carne para fazer alguns salgadinhos ou restos de bacalhau para fazer “roupa velha” ou até “bacalhau-à-brás”, os legumes pode usá-los para fazer umas deliciosas quiches vegetarianas e o pão pode usar em açordas ou em tostas. Como pode ver é possível evitar o desperdício. É tudo uma questão de imaginação.

8 – Limpeza/Arrumação
Tente sempre ter os produtos de limpeza arrumados e organizados, pois assim evita comprar produtos que tem em casa. Limpe também o frigorífico com alguma regularidade para evitar a acumulação de gelo. Este gesto evita o desperdício de energia.

Como pode ver, com uma boa gestão e algum esforço é possível poupar em imensas coisas e ainda amealhar algum dinheiro para os nossos gastos pessoais.

Autora: Vanessa Cardoso

Dicas para poupar na conta da água

A água é um dos bens mais preciosos que temos acesso e a sua escassez é um problema ao qual todos nós devemos ficar sensíveis. É possível poupar água, alterando alguns hábitos quotidianos, uma vez que são os pequenos gestos que fazem toda a diferença. Ao diminuir o consumo de água, estamos também a reduzir a conta da água no final do mês. Conheça de seguida algumas dicas para poupar água:

POUPAR ÁGUA NA COZINHA E LAVANDARIA
– Não descongele os alimentos colocando-os debaixo da torneira com a água a correr, opte por colocá-los a descongelar mais cedo;
– Para lavar a loiça, opte por encher um dos lados do lava-loiça, e coloque lá a loiça de molho, assim a água não fica sempre a correr e torna-se mais fácil tirar a gordura das loiças;
– Coloque a ferver apenas a água necessária para fazer um chá ou um café;
– Opte por comprar as máquinas de lavar loiça e roupa que oferecem um melhor desempenho e uma maior poupança;
– Coloque em funcionamento as máquinas de lavar loiça e roupa apenas quando estiverem cheias;

POUPAR ÁGUA NA CASA DE BANHO
– Para lavar os dentes, utilize um copo com água;
– Encha o lavatório com água, para realizar toda a higiene pessoal, como lavar a cara ou fazer a barba, em vez de deixar a torneira aberta;
– Opte por tomar duche, em vez dos banhos de imersão, preferencialmente que dure menos de 10 minutos. Encher uma banheira com água equivale a um duche de 15/20 minutos;
– Feche sempre a torneira da banheira enquanto se ensaboa;
– Geralmente, um autoclismo tem a capacidade de 10 litros de água, por isso opte por colocar uma garrafa de água (1,5 litros) no autoclismo. Assim conseguirá poupar cerca de 2 litros por cada descarga;
– Não deite lixo na sanita, para evitar descargas dispensáveis;

POUPAR ÁGUA NO EXTERIOR
– Para lavar os carros, opte por utilizar um balde e uma esponja, para poupar na água;
– Para poupar água na jardinagem, é importante conhecer quais as plantas que necessitam de ser regadas com frequência e quais as que não carecem de água;
– Opte por regar o jardim durante a noite e faça-o de forma pausada. Permitindo assim que a água se infiltre no solo. Pode também recolher a água da chuva, armazenando-a em contentores, para posteriormente regar as plantas;
– Se tiver algum chafariz no jardim de casa, opte por colocar um sistema de canalização, que permite reciclar a água;
– Tape a piscina, para reduzir a perda de água por evaporação;
– Para lavar a roupa no tanque, encha-o com água e deixe lá as roupas de molho. Poderá ensaboar e lavar a roupa com a mesma água;

OUTRAS ESTRATÉGIAS PARA POUPAR ÁGUA

Além das ideias apresentadas de como poupar água que, possibilitam a redução da conta da água no final do mês, e consequentemente, poupar muito dinheiro, existem outras estratégias que podem ser aplicadas, tais como:

– Comparar a fatura da água do mês corrente com a do mês anterior, para verificar se existiu alguma variação significativa do consumo de água. Se existir um aumento do consumo de água sem justificação aparente, poderá querer dizer que houve um desperdício acentuado de água, ou a existência de uma fuga de água;

– Verificar com alguma regularidade todas as torneiras da casa com o objetivo de detetar alguma fuga de água, com especial atenção à locais como casa de banho, lavandaria e cozinha;

– A aplicação de redutores de fluxo é uma medida de prevenção que permite reduzir o consumo da água em quase 50%. Trata-se de uma pequena peça que se encaixa na torneira e que reduz o caudal de água;

– Convocar uma reunião familiar com a finalidade de alertar todos os membros da família, para a necessidade de elaborar um plano para poupar água e economizar dinheiro. O objectivo é chamar a atenção de todos, e fazer com que todos sigam as ideias de poupar água;

Estas são apenas algumas ideias que podem ser utilizadas para conseguir poupar água. Todos os esforços são válidos quando se trata de poupar.