Dicas para guardar dinheiro durante a viagem

Uma das maiores preocupações das pessoas na hora de viajar é onde guardar o dinheiro. Mesmo com as facilidades dos cartões de débito e crédito, há quem prefira viajar com dinheiro físico.
Existem diversas formas de como levar e guardar dinheiro em viagens, cada um com as suas vantagens e desvantagens.

Deve levar na carteira somente as coisas necessárias para a viagem, sobretudo quando se tratam de viagens para o estrangeiro. Isto é, deve levar na carteira apenas os documentos e o dinheiro necessários para a viagem. Também pode tirar cópias em vez de levar os documentos originais.

Dê preferência ao uso de cartões, em vez de estar a transportar grandes montantes de dinheiro. Se tiver cartão de débito Visa ou Mastercard pode levantar dinheiro em caixas multibanco credíveis. O essencial é não transportar muito dinheiro de mão e ter um plano alternativo, assim que o primeiro acabar. Também pode levar um cartão de crédito, porque dá jeito para fazer grandes compras.

Conheça abaixo algumas dicas de como guardar dinheiro em viagem:
Guardar nos bolsos – Os bolsos são os sítios mais utilizados para guardar dinheiro em viagem, mas também são os mais procurados pelos carteiristas. Utilize roupa com bolsos de fecho para maior precaução, e é também preciso que se mantenha atento, nomeadamente, no meio das multidões, como nos transportes.

Guardar nas malas – Se a sua opção for guardar dinheiro e outros valores nas malas, mantenha-se sempre de olho e em contacto com as suas malas, porque estas podem ser desviadas num abrir e fechar de olhos.

Guardar no cofre do hotel – Deixar o dinheiro fechado no cofre do hotel, levando somente algum dinheiro consigo durante o dia. Neste caso, deve confirmar primeiro de que o cofre é seguro, antes de depositar os seus valores nele.

Divisão do dinheiro – Divida o dinheiro por diferentes sítios ou pelas pessoas que viajam consigo. Assim, tem sempre outro disponível, caso algum dinheiro se perca.

Seja mais discreto – Para fazer pagamentos frequentes, tenha uma parte do dinheiro trocado à mão, e outra parte melhor guardado na roupa ou na mala, evitando assim recorrer ao seu esconderijo secreto, caso contrário toda a gente fica a saber onde o dinheiro está guardado.

Dicas para viajar gastando pouco

Os custos associados a uma viagem podem ser enormes, se juntarmos o custo do transporte, estadia, refeições e eventuais entretenimentos. Mesmo assim, é possível viajar com pouco dinheiro. Se gosta de viajar mas não dispõe de muito dinheiro, pode o fazer seguindo as nossas dicas.

MARQUE VIAGEM PARA A ÉPOCA BAIXA
Viaje durante a época baixa, pois os preços são mais baixos nessa altura do ano. Os preços podem variar consoante o local de destino. Peça orçamentos para comparar.

VIAJE EM GRUPO
Ao viajar em grupo, pode beneficiar de descontos e ofertas especiais, pois pode ter acesso a taxas reduzidas e outras vantagens. Terão, no entanto, de fazer a reserva ao mesmo tempo ou sob o nome do grupo.

DEFINA O OBJETIVO DA SUA VIAGEM
Se a sua ideia é viajar para conhecer uma cidade ou um país, não vai precisar de um hotel de quatro estrelas com tudo incluído. Estão cada vez mais na moda, os alojamentos low-cost que permitem reduzir de forma significativa os custos associados a viagem.

ESCOLHA O MELHOR MEIO DE TRANSPORTE
Analise bem todos os meios de transporte disponíveis para chegar ao destino, e tome uma decisão baseada na relação custos e benefícios, tendo em conta factores como o tempo de viagem, despesas e conveniência. Viagens de carro ou comboio podem ser melhores para destinos menos longínquos. Existem websites que ajudam a calcular estas despesas.

FAÇA UMA TROCA DE CASAS
No caso de conhecer um proprietário noutro país ou cidade, pode fazer uma troca de casas. Deste modo, pode poupar dinheiro na estadia ao mesmo tempo que usufrui do conforto de uma casa em detrimento de um quarto de hotel.

REFEIÇÕES BOAS E BARATAS
Tente evitar as zonas de maior afluência turística. Envolva-se na cidade e parta à descoberta, pergunte aos locais, entra e dê uma vista de olhos nos preços e nas mesas. Pode também ir a procura de um supermercado, onde os preços são bastante mais em conta;

EVITE GASTOS SUPÉRFLUOS
Existem passes para turistas, que são mais económicos e permitem uma utilização alargada. Muitos museus têm horários com preço reduzido ou simplesmente não se paga. Informe-se sobre os locais que gostaria de visitar.

LEIA CRÍTICAS E CRÓNICAS DE OUTROS VIAJANTES
Há muitos blogs que falam sobre viagens, onde as pessoas abordam as suas experiências ao nível do estilo de vida, comida local e outras caraterísticas de destinos baratos para ir.

Siga as nossas dicas e conheça muito por pouco!

Seguro de Viagem

Quando planeamos uma viagem evitamos sempre de pensar no que pode correr mal, porém, isso não o impede que aconteça. Contratar um Seguro de Viagem é uma forma simples de salvaguardar financeiramente essas situações inesperadas durante uma viagem, independentemente de ser uma viagem a nível nacional ou internacional.

As coberturas do seguro de viagem estão geralmente definidas em duas grandes categorias:
– custos associados a despesas médicas;
– custos relacionados com cancelamentos de viagens;

Muitas agências de viagens e companhias aéreas que vendem bilhetes e pacotes de viagens online, permitem também que os clientes adquiram um seguro como serviço adicional. Algumas apólices de seguro de viagem podem também abranger outro tipo de custos, tais como eventuais danos causados a equipamentos alugados ou até mesmo o custo de pagamento de um resgate em caso de rapto.

Se for viajar, deve ter em atenção as condições da apólice de seguro que subscreveu, para se certificar dos riscos que estão cobertos pelo seu seguro. Outros eventos que podem ser cobertos pela apólice são bagagens perdidas ou mesmo roubadas e fraude.

Por norma, o seguro de viagem oferece coberturas básicas de morte acidental ou invalidez permanente, desde que haja ligação com a viagem, e o seu prazo corresponde à duração da mesma. Algumas das principais coberturas do seguro de viagem que o cliente pode contratar no mercado:

– Responsabilidade civil;
Acidentes pessoais em viagem;
– Assistência em viagem (ao veículo);
– Bagagem;
– Cancelamento de viagem;
– Atrasos (voos);
– Ski e desportos de risco.

O preço de um seguro de viagem varia consoante a modalidade do seguro e o destino da viagem, se se trata ou não de um destino de alto risco.