Comportamentos que influenciam os futuros líderes

Uma das características mais importantes de uma criança é a sua capacidade de absorver e apreender novas informações. Afinal, é nesta fase que a criança se desenvolve e se prepara para ser um futuro adulto, estando por isso biologicamente preparada para recolher a maior quantidade de informação possível.

Tendo isso em conta, é fácil perceber que a educação, o contexto e o próprio comportamento das pessoas que rodeiam uma criança, têm um efeito muito forte naquilo que vão ser as características enquanto adulto. Dessa forma, o seu comportamento enquanto pai pode vir a ter um papel positivo ou negativo na capacidade de autonomia e liderança do seu filho. Conheça de seguida quais os comportamentos corretos para influenciar positivamente o seu filho, de modo a adquirir competências que façam dele no futuro um adulto empreendedor, autónomo e com capacidades de liderança.

Comportamentos que marcam os futuros líderes

A capacidade de resolver um problema é essencial na vida. Como tal, sempre que surgir um problema ao seu filho, dê tempo que ele consiga resolvê-lo sozinho, apenas ajudando em último caso.

Uma das melhores formas de aprender é com os erros. Partilhe as suas histórias menos positivas com os seus filhos de quando tinha a idade deles, procurando com eles analisar o que fez de errado e como conseguiu ultrapassar essa dificuldade. Os seus erros podem ser muito pedagógicos, se corretamente abordados.

Ser inteligente ou ter uma especial aptidão para algo não significa que a criança tenha mais maturidade. Frequentemente há pais que, por o seu filho ter boas notas na escola, descuram certas aprendizagens por considerarem que ele já tem bastante maturidade. Não confunda inteligência com maturidade.

A proteção excessiva que marca muitas relações pai/filho hoje em dia torna as crianças menos empreendedoras e demasiado receosas em arriscar. É essencial deixar a criança experimentar, com supervisão, mas sem excesso de segurança.

Quando uma criança conquista algo ou faz uma tarefa bem feita, é importante mostrar-lhe que está contente. Contudo, recompensar cada conquista positiva irá dar a ideia que na vida tudo o que faça bem terá imediatamente uma recompensa. É necessário que a criança aprenda que fazer algo bem deve ser natural e não algo especial.

A vida é feita de dificuldades, e uma criança tem de perceber que elas são naturais e uma motivação para crescer. Se for incutida desde cedo a desejar facilidades, quando aparecerem contrariedades, ela não estará mentalmente preparada para as enfrentar.

Não há melhor forma de ensinar que pelo exemplo. Não vale a pena falar tudo certo se depois faz o contrário. As crianças irão seguir, não as palavras, mas os comportamentos que veem nos seus pais. Dê o exemplo. Se mostrar aos seus filhos, através do seu exemplo, a ter atitudes corretas perante os outros, a saber lidar com os dificuldades, a procurar soluções em vez de problemas, a pedir desculpa quando fez algo errado, etc., você estará a influenciar positivamente o seu filho e a incutir nele características que farão dele um futuro líder.

Estratégias para motivar os seus funcionários

Motivação é uma das palavras-chave mais importantes para o sucesso de uma empresa. Se não tiver uma equipa motivada, não terá o comprometimento, o foco e a produtividade necessárias para levar o seu projeto ao sucesso. É por isso natural que a motivação dos funcionários se tenha tornado uma peça importante na gestão dos recursos humanos nos últimos anos.

Já lá vai o tempo em que a única motivação utilizada era o aumento salarial. Hoje em dia sabe-se que esse é apenas um fator, não sendo individualmente suficiente para aumentar a produtividade da sua empresa. Se pretende levar a sua empresa ao sucesso, então terá obrigatoriamente que ter uma estratégia de motivação dos seus funcionários, de modo a todos em conjunto “remarem para o mesmo lado”. Conheça de seguida como motivar a sua equipa de uma forma eficaz.

Pesquisas recentes mostram que entre os principais fatores que ajudam a manter a motivação em níveis adequados encontram-se o reconhecimento profissional, o ambiente de trabalho e o relacionamento entre colegas, a possibilidade de evoluir dentro da empresa, e ainda, fazer algo de que gosta. Ou seja, o dinheiro, apesar de ser naturalmente um fator importante, não é o que mais motiva as pessoas. Então, como incutir nos seus funcionários aquela vontade de trabalhar com gosto e de se sentirem bem enquanto o fazem? Saiba mais de seguida.

A qualidade de vida é hoje em dia um dos fatores mais importantes na motivação de um funcionário. Não é por acaso que, além de salários mais atrativos, muitas empresas apostem em dar todas as condições no local de trabalho para que o colaborador se sinta bem. Refeitórios, uma pequena cozinha, um aspeto agradável, um cabeleireiro, um jardim infantil, etc., são alguns exemplos, naturalmente adaptados à dimensão da empresa.

Trabalhar muitas horas não é claramente a melhor forma de se obter a produtividade necessária. As pessoas não são máquinas que quanto mais trabalhem, mais produzem. Por vezes, permitir a flexibilização do trabalho, mediante as características da empresa, pode ser a melhor forma de tirar dos seus colaboradores o máximo de produtividade.

Outro ponto que ajuda a motivar os funcionários é a possibilidade de subida na carreira. Para que um trabalhador se mantenha motivado a fazer o seu trabalho com eficácia e com qualidade, ele deve conhecer claramente qual o plano de carreira que a empresa oferece. Para isso é necessário ter uma estrutura organizada e transparente, e que esteja ao alcance de todos, mediante o seu mérito e outros critérios. Se um funcionário souber onde pode chegar e o que tem de fazer para o alcançar, irá sentir-se motivado a trabalhar.

Ser um chefe e ser um líder são coisas muito diferentes. Por exemplo, um chefe manda e um líder distribui responsabilidades. E este ponto é muito importante, pois ao criar oportunidades de liderança, um líder ensina a liderar, aumentando no funcionário a responsabilidade, as suas capacidades, e por fim, a sua motivação para a tarefa em questão.