Seguro para proteger a prestação da casa e desemprego

Os seguros de protecção ao crédito, frequentemente associados aos empréstimos à habitação, protegem o assinante do crédito habitação de situações de desemprego, de hospitalização, de incapacidade temporária para o trabalho ou de atraso no recebimento de salário.

Em períodos de maior aperto económico, o desempregado pode recorrer ao regime extraordinário de proteção dos devedores de crédito habitação ou contratar um seguro de proteção ao crédito. Os seguros de protecção ao crédito habitação em caso de desemprego asseguram que a prestação da casa fica paga caso fique desempregado. Estes seguros cobrem desemprego involuntário (trabalhadores por conta de outrem), e inclui as situações de despedimento coletivo e extinção do posto de trabalho. Na prática, a seguradora entra no pagamento do crédito habitação pelo segurado, amortizando os seus empréstimos.

Quando se verifica uma situação de desemprego involuntário por um período superior a 30 dias, e desde que o segurado esteja inscrito no Centro de Emprego e Segurança Social, a seguradora paga as prestações à entidade credora, até ao limite de seis meses por sinistro e no máximo de 12 a 36 meses por contrato, consoante as apólices.

Vantagens
– diminui o risco e a incerteza no pagamento das prestações do crédito habitação;
– substitui o segurado em caso de falta de rendimentos.

Desvantagens
– as exclusões e a ativação das coberturas respondem a critérios muito restritos;
– baixos limites de indemnização;
– alguns seguros só acionam a cobertura após 30 ou 60 dias, assim como não cobrem despedimentos por justa causa por iniciativa do trabalhador.

Conheça alguns seguros de proteção ao crédito habitacional disponíveis no mercado:
Seguro de Desemprego e Baixa Médica CGD
Seguro de Proteção ao Crédito Habitação Deutsche Bank
Seguro Proteção ao Crédito BPI

Na hora de contratar este tipo de seguro, analise bem todas as coberturas, exclusões e prémios, para não acabar por pagar mais do que o inicialmente planeado e por não obter a compensação esperada.

Comentários

comments

Publicado por

Kike Yin

Licenciado em Economia Profissional no sector dos Seguros

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *