Saiba o que é Lifetime Value

O uso do lifetime value como um marketing métrico pelas empresas, tende a colocar maior ênfase no serviço de cliente e na satisfação deste a longo prazo, sendo este processo melhor do que investir a curto prazo. Obtém-se o lifetime value do cliente de uma empresa, através do cálculo do valor actualizado líquido (NPV) de cada fonte de lucro líquido futuro.

Deste modo, o lifetime value do cliente apresenta um preço flutuante, porque permite que a empresa comercial saiba exactamente quanto cada cliente vale em termos monetários e, consequentemente, quanto um departamento de marketing deve estar disposto a gastar para adquirir um cliente de cada segmento de consumo.

Neste contexto é comum dividirmos os clientes em três classes distintas:
• MVC (Most Valuable Clients) – aqueles cuja relação constitui a principal fonte de valor e resultado, sendo a classe com menor número de clientes mas os mais importantes em volume e geralmente denominados de clientes principais.
• MGC (Most Growable Clients) – aqueles cuja relação não traz grande valor aos resultados, possuindo, no entanto, indícios de potencial crescimento futuro, este tipo de classe, é por norma, consideravelmente numeroso face ao todo.
• BZ (Bellow Zero) – aqueles cuja relação entre o custo e o proveito de servir é desfavorável à empresa.

Por exemplo, um estudante universitário de hoje, que consome shampôs da L’Oréal e que daqui a uma década poderá ser um gestor ou empresário de sucesso. Consequentemente terá maior possibilidade em consumir produtos de luxo e como anteriormente já se identificava com a marca, o processo natural de compra será o consumo de produtos de luxo da L’Oréal. Cabe assim, à empresa tentar fidelizar estes clientes com base nos dados registados. A curto prazo, os retornos financeiros destes clientes para a empresa não são mais vantajosos, na maioria dos casos, mas a médio/longo prazo, a empresa de cosméticos será bem recompensada, com o crescimento de vendas e consequentemente, aumentam os lucros. Desta forma, agrupamos este tipo de clientes na segunda classe de clientes.

Drop shipping

Trata-se de um modelo de gestão de fornecimento ou de vendas, utilizado no comércio eletrónico, através da qual o vendedor não precisa de manter mercadoria em stock. Isto é, ele transfere as encomendas e os detalhes de envio dos clientes para o seu fornecedor, que por sua vez procede ao envio diretamente para os clientes. Diversos fabricantes oferecem este formato de vendas para dar destino aos seus produtos.

O lucro do retalhista é obtido através da diferença entre o preço de venda e o de custo, embora alguns vendedores possam obter os rendimentos com base numa percentagem previamente acordada com o fornecedor.

Saiba abaixo como iniciar o seu negócio no Drop shipping:

1. Estabeleça uma lista de fornecedores – Os fornecedores devem ser de confiança, independentemente de ser nacionais ou internacionais, como da China, EUA ou de outros países.

2. Escolha os produtos – Escolher produtos de qualidade e que tenham uma boa procura no mercado, é um passo fundamental para ter sucesso. Os produtos eletrónicos e pequenos acessórios são muito procurados na internet;

3. Calcule os custos – Quando são transações internacionais, muitas vezes é necessário ter em conta a taxa de câmbio, para converter o valor da moeda estrangeira em euro. Por exemplo: calcular o valor do produto, 20 dólares, para euros, neste caso seria €15,47, porque neste momento $1 = €0,8802. O preço a cobrar tem de ter uma margem de lucro, ou seja, tem de ser superior ao custo unitário.

4. Anuncie os produtos – Existem muitas formas de promover os seus produtos na Internet. Você pode montar a sua própria loja virtual ou vender em sites especializados. Descreva detalhadamente os seus produtos, utilizando imagens e vídeos.

Conheça também 5 dicas para construir uma loja online de sucesso para a sua empresa

5. Crie uma conta no PayPal – Para realizar as transações internacionais, possuir uma conta no PayPal e um cartão internacional, é mais simples transferir os montantes para o seu fornecedor. Este é basicamente a única tarefa que você terá além de criar o anúncio para os produtos.