O que fazer em caso de acidente automóvel

Ter um acidente automóvel já é mau. Se ainda por cima não soubermos bem o que fazer, mais complicado se torna a situação. A verdade é que muita gente perde a compostura e fica sem saber o que fazer, perante uma situação como a de acidente automóvel. O fundamental é manter a calma. Veja as coisas pelo lado positivo – você está vivo! Isso é o mais importante.

Antes de mais nada, veja em que estado está e o estado de saúde das outras pessoas envolvidas no acidente. Verifique igualmente os danos nos veículos, nomeadamente, se há fugas de combustível ou risco de incêndio.

Depois de sair do carro, vista o colete e coloque o triângulo de sinalização a 30 metros do local. Ligue para o 112 em caso de haver vítimas.

Não havendo feridos para tratar, os condutores envolvidos no acidente podem avançar logo para a declaração do sinistro. A declaração é feita com um documento que deve andar sempre no carro – a Declaração Amigável de Acidente Automóvel (DAAA). Neste documento, os condutores indicam os intervenientes e respetivos seguradores, e fazem a descrição do sinistro, acompanhada de um esboço que retrate o sucedido.

Caso nenhum dos condutores tenha consigo uma DAAA, podem usar uma folha em branco. Não devem esquecer-se de apontar os dados dos condutores e dos veículos, nomeadamente:
– Condutores (Nome, BI/CC, Carta de condução, Morada e telefone);
Seguros (Segurador e Número da apólice);
– Viaturas (Marca e Matrícula);
– Testemunhas, se houver (Nome e telefone);

Se for possível, tire algumas fotografias aos veículos e ao local do acidente, e poderá anexá-las a declaração do sinistro para enviar ao segurador como prova.

Tente chegar a um acordo quanto ao sucedido para ambos os condutores preencherem e assinarem a mesma Declaração. Cada condutor deve ficar com um exemplar para entregar posteriormente ao respetivo segurador (até 8 dias). Não é necessário que um dos condutores se declare culpado.

Se houver algum dos envolvidos no acidente que se recusar a preencher a declaração amigável ou se não estiverem de acordo quanto à descrição do sinistro, o melhor é chamar as autoridades. O auto de ocorrência vai ajudar a apurar as responsabilidades.

Caso não haja acordo, cada condutor preenche e assina a sua DAAA e entrega-a juntamente com algumas fotos no segurador do outro automóvel. Deve fazê-lo até oito dias após o sinistro. O condutor que não teve a responsabilidade do acidente não é afetado no prémio do seguro automóvel pelo facto de ter preenchido a DAAA.

No caso de outro carro envolvido no sinistro, não ter qualquer seguro, deve ser acionado o Fundo de Garantia Automóvel.

Comentários

comments

Publicado por

Kike Yin

Licenciado em Economia Profissional no sector dos Seguros

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *